Força Família – Famílias de baixa renda de minas poderão receber benefício R$ 500

Famílias em situação de extrema pobreza de Minas Gerais poderão receber um auxílio de R$ 500,00, em parcela única, para minimizar os impactos da pandemia. O benefício foi nomeado de “Força Família” e foi apresentado nesta quarta-feira (28), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, como emenda ao Projeto de Lei 2.442/2021, o Recomeça Minas.

O texto, que tem a deputada estadual Rosângela Reis como coautora, junto com presidente da Assembleia Legislativa de Minas, deputado estadual Agostinho Patrus, seguirá agora para a análise do Plenário.

A proposta é que o benefício seja pago em 1 de agosto deste ano e deverá beneficiar cerca de um milhão de famílias em todas as regiões de Minas Gerais. O benefício proposto ao Recomeça Minas foi criado no intuito de amenizar as consequências econômicas e sociais acarretadas pela pandemia do Corona Vírus.

Caso aprovado da forma atual, terão direito ao recurso mineiros que possuem renda familiar mensal per capita e até R$89,00 e estejam registrados no Cadastro Único de Benefícios Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Não serão incluídos no cálculo da renda familiar mensal, os rendimentos percebidos de programas de transferência de renda federal.

Serão prioridades as famílias monoparentais cujo provedor seja uma mulher com um ou mais filhos e as famílias em estado de pobreza extrema que não recebem Bolsa Família ou outro benefício governamental. Só será permitido um benefício por família.

Segundo a deputada Rosângela Reis, é importante conceder este auxílio diante da dificuldade econômica vivida por todos os mineiros.

“Neste momento precisamos dar condições para a recuperação econômica de Minas e também dar condições mínimas para as famílias em situação de extrema pobreza. Parabenizo o presidente da Assembleia, Agostinho Patrus, pela iniciativa e fiz questão de ser coautora da medida”.

Rosângela Reis – Deputada estadual

Com a implementação do “Força Família”, o Recomeça Minas, que desde a sua concepção já abrange uma série de benefícios aos setores empresariais mais afetados pela crise econômica, passa a contemplar, também, medidas de apoio diretamente voltadas às famílias de baixa renda de Minas Gerais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *